Saiba quanto custa um semestre no exterior no Brasil?

A educação está se tornando cada vez mais importante e um investimento significativo no futuro. No entanto, um nível técnico alto não é mais uma garantia para um bom início de carreira. Muitos departamentos de RH agora têm o pacote completo – com as chamadas soft skills. Esta é apenas uma das razões pelas quais mais e mais estudantes alemães estão optando por um semestre no exterior.

Segundo uma pesquisa do Federal Statistical Office, em 2010, por exemplo, 126.600 estudantes tiveram a chance de se matricular em universidades estrangeiras – e o número está aumentando. Para 2002, o número era de pouco menos de 56.000. No entanto, muitos acadêmicos aspirantes estão limitados a clássicos – como os EUA, Holanda, Áustria ou Reino Unido e Suíça. No geral, esses cinco países representaram cerca de 70% das matrículas.

Infelizmente, muitos estudantes na América do Sul não estão na lista deles. O Brasil oferece um potencial muito sério. Com uma população de 194 milhões de pessoas e uma área de 8,547 milhões de quilômetros quadrados, é o Brasil em termos de área e população na lista dos 5 maiores do mundo e de acordo com o Ministério das Relações Exteriores, com um volume comercial superior a 22 bilhões (2011) O parceiro comercial mais importante da Alemanha na América do Sul.

O que fala por um semestre no exterior no Brasil

Um semestre no exterior dá aos alunos uma vantagem competitiva sobre a concorrência. Ele mostra um alto grau de mobilidade pessoal, a capacidade de encontrar seu próprio caminho em uma cultura estrangeira – e aguça o sentido intercultural. Vantagens que podem convencer os departamentos de RH de seu próprio aplicativo.

Boleto

Além disso, um semestre no exterior no Brasil traz benefícios adicionais. Devido ao fato de que a língua oficial é o Português, a estada no estrangeiro prova ser mais proficiente em línguas estrangeiras. E também pode se beneficiar significativamente do semestre no exterior no Brasil. Especialmente no campo das ciências ambientais e naturais, o Brasil pode marcar com uma característica especial – a floresta amazônica.

Este último é o maior laboratório a céu aberto no qual biólogos e ecologistas podem trabalhar. Além disso, devido à sua posição econômica, o Brasil também se oferece para um semestre no exterior no campo da economia. E permite o trabalho interdisciplinar quando se trata da combinação de desenvolvimento de mercado e sustentabilidade. Aspectos que fazem do Brasil um exótico a um destino que vale a pena para o semestre no exterior.

Estudar no Brasil: O mimado pela escolha

Os estudantes que escolhem passar um semestre no exterior no Brasil enfrentam um problema de várias maneiras. Um dos principais obstáculos é escolher um colégio local. Ao contrário da Alemanha, o sistema educacional brasileiro é muito mais diferenciado em termos de universidades. Além de faculdades estaduais que podem ser estudadas gratuitamente, um grande número de concorrentes privados com taxas de matrícula se desenvolveram. Diferentemente da Alemanha, no entanto, sua reputação não é necessariamente melhor.

Universidade

O motivo: os brasileiros têm que fazer um teste de aptidão (vestibular) para acesso a uma universidade pública. Um fato que resulta em apenas os melhores candidatos conseguir um lugar. Filhos de pais ricos que fracassam no teste de admissão e podem pagar as taxas têm acesso às universidades privadas.

Dica: Alunos alemães não precisam temer o teste de aptidão. Quem decide apenas por um semestre no exterior, ocupa com as Matérias Isoladas uma espécie de estudo suplementar e pode montar os cursos de forma relativamente livre, que são ocupados durante a estada.

No entanto, é aconselhável escolher cuidadosamente a universidade – especialmente se o semestre no exterior se adequar aos seus próprios estudos. Há outro aspecto para isso. Em termos de equipamentos, nem todas as universidades brasileiras conseguem acompanhar o nível que os estudantes da Alemanha estão acostumados. Qualquer pessoa que não queira fazer concessões a esse respeito deve ser informada com antecedência, qual padrão atende à universidade desejada.

O semestre no exterior – os requisitos de admissão

A seleção da universidade é apenas o primeiro passo para o semestre no exterior. Se alguém pode ousar assumir esse desafio depende dos requisitos de admissão. Para as Matérias Isoladas, a inscrição na Alemanha é uma condição obrigatória.

Além disso, lugares suficientes devem estar disponíveis para os cursos desejados. Além disso, um curriculum vitae ou um currículo acadêmico às vezes é necessário para levar o semestre ao exterior (visão geral de exames anteriores / intermediários).

Saiba quanto custa um semestre no exterior no Brasil?
Avalie este artigo!
Esta entrada foi publicada em Educação. Adicione o link permanente aos seus favoritos.